Postagens

Mostrando postagens de 2011

O cinema que AMO

Imagem
Es

A PUBLICIDADE ESTÁ EM TODO LUGAR

Imagem

Clássicos de ontem e de amanhã

Imagem
Nas suas primeiras décadas de vida o cinema era repleto de "Glamour", divas e deuses. Os astros tinham uma aura dourada, especialmente nos elegantes anos 50 e 60 e marcas disso sobrevivem até os dias atuais e são copiadas por meros mortais: O louro platinado; o corte chanel; os vestidos de cintura super marcada e caimento volumoso; cabelos bem presos em penteados elegantes, homens em ternos com fino acabamento e corte perfeitos, enfim, um estilo que denominamos Clássico e que persevera como marca de bom gosto.Ser clássico era muito mais que vestir boas roupas; exigia postura; era estilo não só de vestir, mas estilo de vida. Hoje vemos esses tempos com uma certa magia, esses estilos são heranças deixadas por personagens que serão sempre lembrados, pois entraram para a história do cinema. São eternos e imbatíveis... Apesar do comportamento dos atuais astros do cinema (diga-se: atuação virou papel  secundário, pois  a palavra de ordem é enfiar o pé em todas as jacas que aparecere…

Duas publicitárias

Imagem
Publicidade e Cinema: Meus dois temas preferidos. No meu antigo blog listei os filmes com personagens publicitários, o que me deu muito trabalho... E ainda não consegui assistir a todos eles, cerca de 50.  Num futuro não muito distante pretendo refazer aquela lista. Pensando nisto os primeiros que me vieram à cabeça foram dois filmes que vi e gostei bastante, por motivos diferentes e acabei encontrando muitas semelhanças nos filmes:
Paixão de Ocasião (Picture Perfect)  e Legalmente Chique(Confessions of a Sociopathic Social Climber)  (O segundo com uma tradução terrível e que não lhe faz jus).


Paixão de ocasião- Com a sempre maravilhosa Jennifer Aniston. Legamente Chique- Com a Jennifer Love Hewitth, a famosa garota barenaked. Aniston se chama Kate enquanto Love Hewitth interpreta a Kátia, ambas publicitárias ambiciosas e capazes de tudo, ou quase, para conseguir o sucesso.
As duas me fizeram rir muito, a Kátia pelas tiradas super engraçadas e certeiras e Kate pela ingenuidade com que trapac…

Eu queria ser bombeiro

Imagem
Quando eu era pequeno tinha um sonho meio diferente, igual a quase 100% das crianças da minha época, mas para mim, diferente. Sonhava em ser BOMBEIRO. Com certeza, a culpa desse sonho coletivo da garotada da minha época é do Cinema em Casa e Sessão da Tarde, com aqueles glamorosos filmes, inéditos, onde bombeiros sempre salvam as lindas donzelas no final. No nosso caso, queríamos sempre salvar a mais bela da classe que, geralmente, era a paixão secreta de todos os meninos da sala e não dava bola pra ninguém, da nossa sala. Na adolescência, me vi com um talento limitado para o futebol, mas com um sonho do tamanho do mundo: ser jogador profissional. Como na adolescência tudo é fase, sonhei em ser policial, engenheiro, dono de puteiro (esse sonho tenho até hoje), médico, dentista, surfista, desenhista, dono de puteiro (novamente), fazendeiro e mais um monte de coisas que nem sei se são profissões de verdade. Sonhei também em fazer nada da vida e acho que foi o que cheguei mais perto de ser…

Bill Bernbach - O maior publicitário da história

Imagem
O publicitário Bill Bernbach tinha pela frente um problema e tanto naquele ano de 1959. Sua agência acabara de ser contratada para fazer a propaganda do Fusca nos Estados Unidos. Os americanos não gostavam do carro. Insensíveis ao seu arrojado design, criado pelo austríaco Ferdinand Porsche, inspirado numa gota d’água, o achavam feio e pouco prático. Deram a ele o apelido pejorativo de beetle, besouro em inglês. Além disso, carregava a pecha de ser "o carro de Hitler", o veículo que o ditador nazista sonhara para o povo alemão. Lançado nos Estados Unidos em 1949, foi logo um fracasso. Em 1950, dos 6,6 milhões de veículos novos do país, apenas 330 eram da marca Volkswagen. Bill Bernbach, um nova-iorquino nascido em 1911, resolveu mudar esse cenário e engatou uma nova marcha na história dos negócios do século 20. O anúncio que criou para o pequeno besouro alterou o curso do automóvel no país e, de quebra, mudou o jeito de se fazer propaganda no mundo. O seu título era "Thi…

Batman - De Lewis Wilson a Cristian Bale

Imagem
Bruce Wayne criou o Batman para causar medo no submundo de Gotham e para defender os inocentes. Diferentemente de outros super heróis,Batman não tem nenhum poder sobre-humano, é apenas um ser humano que usa  o intelecto, habilidades investigatórias, tecnologia, dinheiro e um físico bem-preparado em sua guerra contra o crime, é justamente isto que o torna o maior dos super heróis, exemplo de que independente de tudo devemos fazer e buscar  as melhores coisas não só para nós, mas para os outros,isto o torna uma lição de vida.
1943- O Morcego (The Batman) : Diretor: Lambert Hillyer/ Com:Lewis Wilson (1º filme, o cinema ainda não possuía muitos recursos, foi bem razoável)

1949 - A Volta do Batman (Batman and Robin) : Diretor: Spencer Bennet/ Com: Robert Lowery

1966- Batman: O Homem Morcego (Batman - The Movie): Diretor: Leslie H. Martinson/ Com: Adam West ( um dos melhores e mais bonitos que já interpretaram o homem morcego).

1989- Batman (Batman): Diretor: Tim Burton / Com: Michael Keaton( G…

Tudo novo de novo

Imagem
Bom, é triste, mas perdi minha conta do google, meu orkut, meu youtube,  meu blog  janapublicitaria.blogspot.com  e estou começando tudo de novo, que triste....
Fazer o quê? Essa primeira postagem no Publicidadecinefila é resumidamente triste, o blog já era parte de mim.
Mas ainda tenho o mais importante, não pensem que é vontade de escrever por que não é, o mais importante é que estou neste momento ouvindo a minha música e controlando minha vontade de jogar este computador na parede e quebrá-lo em milhões de partes.

Em breve passarei pra vocês meus novos endereços, me sigam e me adicionem novamente, ok??